Página Inicial Fale Conosco Área Restrita
 

Quem Somos

 

Somos pessoas que acreditam na possibilidade de um funcionamento harmonioso e eficiente da sociedade brasileira.

Acreditamos ainda, nos valores perenes do ser humano e no compromisso pela busca incessante do mais alto nível de excelência em todas as atividades de nossa sociedade.

Atuamos com a crença inabalável do potencial do povo brasileiro para alçar os mais altos graus de desenvolvimento, podendo assim, exercer liderança inconteste entre as nações em qualquer área de ação, conhecimento ou valores.

Esta atuação poderá ocorrer através da criação de ferramentas, serviços, produtos, fomento e execução de projetos, participação em parcerias, orientação e disseminação de cultura e conhecimento.

Inspiram-nos grandes mentes da história, com destaque para Mahatma Ghandi em seu princípio de não violência e disseminação da verdade para todos os seres humanos.

A participação está aberta a todas as pessoas cuja conduta seja condizente com nossos princípios em discurso e na prática, independentemente de sua formação educacional, preferência e/ou participação religiosa e político-partidária, ou ainda, participando ou não de entidade civil organizada.

Nosso foco prioritário de atuação é no âmbito local, que na dimensão do Estado corresponde ao Município e às comunidades que o constituem. É neste nível que a vida real acontece, pois entendemos serem os Estados e a União entidades virtuais, quase intangíveis, pois não fazem parte do cotidiano do cidadão.

Deste foco parte a exigência inegociável de que o resultado da riqueza gerada por cada pessoa deva ficar, na máxima extensão possível, em sua comunidade base.

Acreditamos que qualquer forma de centralização de poder e, especialmente, de recursos, deve sempre ser questionada, fiscalizada e evitada.

Missão

Estimular a consciência cidadã!

Metas

Ser exemplo, lutar pela Soberania, ter eficiência, aperfeiçoar a Gestão e incentivar a prática da cidadania.

Valores

Responsabilidade, Ética, Transparência, Respeito, Comprometimento e Lealdade.

Visão

Município Forte, País Poderoso.

Contextualização

Para contextualizar, em primeiro lugar, abordaremos o que queremos dizer com 'Brasileiros de Bem'.

Então, começamos dizendo que ser “do bem” ou “de bem”, é tema de controvérsia filosófica e linguística há bastante tempo; infelizmente, estas discussões vão além da filosofia e da linguística, envolvendo simpatias, preferências político-religiosas e outros interesses que desconhecemos.

É sempre assim: quando há intenção de complicar ou dificultar, lançar dúvidas é o caminho mais fácil; e lá estão os filósofos de ocasião, no aconchego de seu lar, atrás de detalhes interpretativos de uma simples palavra ou frase; discussões que habitualmente beiram a inutilidade, feitas, na maioria das vezes, por quem pouco envolvimento comunitário tem.

Do bem ou de bem, o que importa é darmos o nosso melhor em prol das pessoas e da comunidade onde vivemos.

São controvérsias quase sempre inúteis, dizer Brasileiro de Bem, não significa dividir as pessoas entre o bem e o mal, entre bons e ruins; de bem para nós significa exercer cidadania; sejam brasileiros ou não, pois, muitos de fora fazem mais do que muitos aqui nascidos; é comum, inclusive, vermos figuras conhecidas que, no primeiro contragosto, como crianças mimadas, dizem que vão morar fora do País.

Aqui respeitamos todas as crenças, todas as correntes; aceitamos críticas, pois delas nascem o aperfeiçoamento.

O que queremos é provocar nas pessoas a consciência de participação nos processos relacionados às necessidades da comunidade, às questões da administração pública e dos processos eleitorais.

Pessoas de bem, buscam fazer o bem, independentemente do tamanho da ajuda que possam proporcionar.

Pessoas do bem, assim como os de bem, têm bom caráter, boa índole e, igualmente, buscam ajudar a todos de forma desinteressada.

No final, o importante é que todos, do bem ou de bem, estejamos dispostos a melhorar a pratica da cidadania.

Agora, continuando, imagine-se indo a uma loja comprar uma camisa.

Por que naquela loja?

Seguramente, pela confiança no estabelecimento, acreditando que esta camisa terá qualidade e preço correspondentes e adequados.

No entanto, ao lavá-la pela primeira vez notou que encolheu. O que faria? Reclamaria? Muito provavelmente, certo?

O lojista, por sua vez, certamente justificaria o problema e reporia com um pedido de desculpas; talvez, até com alguma recompensa; afinal, quer manter vossa fidelidade como cliente!

Acontece que embutido (ou escondido, como queira) no preço desta camisa, estão aproximadamente 50% de impostos e taxas.

Reclamamos como fazemos com o lojista? Ou somente pagamos o que estamos achando ser um preço justo, porém, nem nos questionamos o que realmente compõe aquele valor?

Certamente, se tivermos que reclamar será com o lojista. Ou ainda acusar, sem qualquer conhecimento da composição do preço, de que está lucrando muito.

Entre muitas perguntas que fazemos no movimento “Brasileiros de Bem” estão:

- Por que não reclamamos efetivamente dos excessivos impostos cobrados pelo governo?

- Por que aceitamos dar, no exemplo citado, 50% do nosso dinheiro, fruto de nosso trabalho tão facilmente sem qualquer cobrança ou reclamação?

- Tudo bem; estes impostos são, teoricamente, para empregar na segurança, transporte, saúde e educação; e para tanta coisa tão importante são necessários muitos recursos.

- Mas então, porque não cobramos de quem delegamos a administração destes recursos, os devidos resultados? Por que continuamos a aceitar segurança inadequada, transporte ruim, saúde doente e educação deficitária, com escolas caindo aos pedaços, professores mal remunerados e alunos ainda sendo os culpados?

- Alguém nos prometeu fazer e não fez?

- Quem realmente está negligenciando o cuidado com estes recursos? Não seríamos nós?

- Quem são os verdadeiros responsáveis pela condição social da comunidade onde vivemos? Não seríamos nós?

- Então, não deveríamos estar exercendo nossa verdadeira Cidadania?

- O quanto realmente nos importa nossa Pátria? Nosso Estado? Nosso Município? E, principalmente, o bairro e a rua onde moramos? Ou só nos importamos conosco mesmo?

- Claro, é mais fácil apenas reclamar do pobre do lojista, sem assumirmos qualquer compromisso com o contexto!

- Ou é ainda mais fácil perdermos horas do dia e da semana compartilhando insatisfações e outras coisas a mais nas mídias eletrônicas e não encontrarmos uma hora sequer para nos dedicarmos a alguma causa comunitária?

“O preço da Liberdade é a eterna Vigilância”.

Independentemente de quem seja o autor, é a frase que deve inspirar a todos na luta por uma sociedade mais igualitária, culta, próspera e justa em oportunidades.


Os membros do “Brasileiros de Bem” entendem que são detentores de PODER SOCIAL em razão da responsabilidade na atuação como membros ativos da sociedade ou em instituições a ela relacionadas. Assumem, assim, o compromisso de exercitar permanentemente a vigilância sobre os agentes e instâncias estatais em todas as esferas. Isto inclui impor ao Estado a transparência total e o acesso facilitado ao escrutínio público de TODAS AS SUAS AÇÕES.


Os membros do “Brasileiros de Bem” também incorporam a responsabilidade de auxiliar as comunidades na busca de meios para que se mantenham o mais autônomas possível em relação ao Estado, pois entendem que a tutela do Estado em qualquer área é sinal de debilidade e vício social que leva a mazelas cada vez mais graves e insustentáveis para o conjunto daqueles que o viabilizam, criando um circulo vicioso de necessidades interminável.


A forma de luta será feita por participação ativa, com denúncias e protestos, de forma isolada ou em conjunto/parceria com outras entidades afins.


Mãos Limpas!
Autor: Brasileiros de Bem
Fonte: Nativa
Mãos Limpas!



Todo participante do “Brasileiros de Bem” assume intimamente este compromisso:

“Pertenço à sociedade em que vivo e, como tal, devo atuar como agente ativo de transformação, responsabilizando-me pela busca da constante evolução social e manutenção da liberdade de ação e expressão.”


Clique para acessar

Clique para acessar

BRASILEIROS
DE BEM

Reserva de Espaços
Facebook

© 2019 | Brasileiros de Bem